segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Prefeito Flaviano acompanha reinicio das obras da Praça Getúlio Vargas

Conforme prometido no último sábado – e para desespero de certos vereadores oposicionistas que estão protestando nas redes devido reinicio da Praça matriz – o prefeito Flaviano retomou hoje mesmo (31), as obras da praça Getúlio Vargas. Serviços de limpeza no ambiente foram feitos para o reinicio da obra.

A boa notícia é que o empreiteiro pediu um prazo de 120 dias (cerca d 04 meses), para a entrega da praça. “Espero que dessa vez possamos concluir e entregar a população”, explicou Flaviano após a terceira licitação da obra. Bom, é o que a população também espera senhor gestor. Vamos torcer.

Além do chefe do executivo, acompanharam o reinicio da obra os Vereadores Chico de Marinete, Júnior Carlos e Genivan Varela, o vice prefeito José Maria Silva, os secretários municipais Samuel Nogueira, Reginaldo Ponciano e Pedro Junior.

Charton Rêgo visita comunidade dos Grossos

Por Jânio Duarte

Na companhia do ex-secretário da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) Leonardo Rêgo, o jovem Charton Rêgo visitou ontem (30) a comunidade dos Grossos na região da Pedra.

A convite da comunidade, Charton ao lado de Leonardo Rêgo presenciou a alegria dos moradores que munidos pelo espírito de coletividade, adquiriram uma bomba submersa e realizaram instalação do poço perfurado na localidade. A aquisição foi quando Charton Rêgo era secretário de Agricultura de Apodi e Leonardo ex-secretário de Estsado.

Parabenizamos a Comunidade e agradecemos a cordialidade de sempre”, disse Charton Rêgo. A visita contou ainda com José Gilvan Alves, Jailson Ferreira, Pedro Acioly, Isac Ranie, Ernilson Lima, Luiz Rêgo, Cristiano do Córrego, entre outros amigos do Charton Rêgo.

Blog ApoDiario

MERENDA: O que os vereadores querem é mesmo complicar

De posse do projeto de lei da dotação orçamentária que a PMA enviou a câmara (que se quer foi colocada em pauta na última sessão da câmara), e foi enviada antes do projeto da centralização (que foi aprovado) – fomos atrás da uma assessoria contábil para entender melhor o projeto e, mostrar a verdade aos senhores. Espero que os senhores tenha um pouco de paciência, tentei, mas não foi possível fazer um post menor. Busque ler com paciência.
 
Projeto de lei que pede dotação orçamentária para a merenda escolar
 Clique para ampliar


Os edis da oposição apodiense ainda continuam usando o seus programas de rádio para tentar confundir a cabeça do cidadão quanto a questão do Projeto de lei de 03 de agosto de 2015, que “Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Especial que especifica e dá outras providências”.

Estamos colocando aqui Algumas explicações sobre os tipos de créditos ao orçamento. Antes de tudo, afirmo que isso é a coisa mais comum dentro da gestão pública, essas questões sobre abertura de créditos.

Alguns tipos de créditos e suas naturezas:  

Créditos orçamentários e adicionais:
A autorização legal para a realização da despesa pública constitui um crédito, o qual poderá ser orçamentário ou adicional.

Considera crédito orçamentário quando a autorização para a despesa é dada mediante inclusão da respectiva dotação na Lei Orçamentária Anual.

Créditos Adicionais:
            São autorizações não computadas ou insuficientes dotadas (colocadas) no Orçamento (Lei Orçamentária Anual).

Estes, os crédito adicionais, se classificam em três categorias a saber:
1 – Suplementares: os destinados a reforço de dotação orçamentária já existente que se tornou insuficiente para execução da despesa orçamentária;
2 – Especiais – os destinados a despesa com programas ou categoria de programa (projeto, atividade ou operações especiais) NOVOS, não computados (inclusas) no orçamento. (No caso, é este tipo de credito, que a PMA mandou até antes da lei da centralização e que os edis oposicionista apodienses se negaram a botar em pauta).
3 – Extraordinário – Destinado a atender despesas imprevisíveis e urgentes em casos de guerra, comoção interna ou calamidade pública.

RESUMO: Explicação técnicas como era a merenda antes (descentralizada) e como deverá ficar (centralizada) se a câmara do Apodi ainda deixar:

COMO ERA COM A MERENDA DESCENTRALIZADA NO ORÇAMENTO DE APODI:
Clique para ampliar
Tomando como base a ação principal – Merenda escolar ensino fundamental

Em contabilidade, em gestão pública em especial, é comum o uso de códigos para representar seus termos.

Assim observe no quadro acima que:
Na classificação da despesa na parte de Ação está com a nomenclatura 2.82 – Descentralização da Merenda Escolar para Unidades e o elemento de despesa 3.3.50.41.00 – Contribuições. 

Ou seja, a despesa será uma transferência financeira (o dinheiro é transferido) através de contribuições para os caixas escolares e eles executam a despesa

COMO DEVER FICAR COM A CENTRALIZAÇÃO
Clique para ampliar
Observa que:
A nova classificação da despesa na parte Ação ficará com a nomenclatura 2.256 – Manutenção do Programa Nacional de Alimentação Escolar e o elemento de despesa 3.3.90.30.00 – Material de consumo.

Traduzindo: O executivo executara (adquirirá) a merenda escolar e fará a distribuição dos produtos para os caixas escolares.

No meu entender, temos que seguir o Princípio da Legalidade da administração pública Ao limitar a legítima atuação da Administração Pública àquilo que é permitido por lei, de acordo com os meios e formas que por ela estabelecidos e segundo os interesses públicos, confere ao Estado um caráter democrático, traduzindo-se numa expressão de direito, revelando-se um elemento de garantia e segurança jurídicas.

Então, se não temos na nossa Lei Orçamentária Anual de 2015 (Lei n° Nº. 1002/2014, de 26 de dezembro e de 2014) as ações que centralizam a despesa com merenda escolar e que a despesa será através de aquisição de material de consumo 3.3.90.30.00, não se poderá dar andamento da execução da despesa.

EM OUTRAS PALAVRAS: Se os vereadores não votarem essa abertura de crédito do jeito que está ai, a prefeitura não poderá comprar. Se inventar de comprar ai sim está fora da lei e, o gestor pode ser caçado tranquilamente por improbidade. A câmara não votando essa transferência como mostramos nos termos técnicos acima, a escola do seu filho e seu filho continuará sem merenda. Seu (a) filha está sendo prejudicado.

Outros pontos questionados por um vereador da oposição – aquele que faz o pior mandato – em programa de rádio foi:
1 – Questionou sobre a diferença entre o valor do projeto de Lei do crédito especial e da licitação (ver o projeto enviado a câmara nas fotos acima):

O vereador, sabe. Ou será que não sabe da lei?   Ora, a diferença entre o valor do projeto de Lei do crédito especial e da licitação se deve ao fato que o crédito especial que está sendo aberto, é somente para executar as despesas até o fim do ano letivo. O valor da licitação é para o período até o fim do ano letivo e início do próximo ano.

2 – O Vereador ainda questionou no programa o motivo da PMA já ter feito a licitação sem dotação orçamentaria já está aprovada (a licitação já está feita, você sabe. Só precisando da licença desses senhores que você colocou para legislar na câmara). Ele não quis dar, mas sabe que a gestão estar de parabéns, em ter licitado a merenda antes de se ter a dotação para isso. Chamo a isso de agilizar o processo.

O fato é que pode sim. Os vereadores sabem disso. O poder público pode sim, fazer uma licitação do tipo registro de preços, onde não há obrigatoriedade da inclusão da dotação. É como se fosse uma pesquisa preço. Não é uma compra. Me impressionou inclusive a PMA fazer a licitação sem ter a dotação. Simplesmente é uma forma de agilizar o processo. Estão de parabéns. Estou vendo que gestão avançou muito nessa parte de licitação. Pena que a câmara não colaborou como os senhores estão observando.

Veja os senhores pais o que diz a lei sobre essa situação de licitar mesmo sem ter a dotação. Veja o que a lei federal diz a esse respeito:

Através do decreto Federal nº 7.892, de 23 de janeiro de 2013 – Regulamenta o Sistema de
Registro de Preços no seu art. 07, § 02,  diz que: Na licitação para registro de preços não é necessário indicar a dotação orçamentária, que somente será exigida para a formalização do contrato ou instrumento hábil.

Essa é a situação real. Por sinal, não seu por que a PMA não recorre a promotoria Pública. A lei da dotação foi enviada antes do projeto da centralização. Votaram o projeto da centralização – que chegou depois – e não votaram esse projeto que, como os senhores tiveram a paciência de ler, está tudo dentro dos conformes. É assim mesmo.


Se a promotoria for acionada, tudo se resolverá, creio. Afinal, seus filhos estão sendo prejudicados.  Não entendo por que o prefeito fica protelando uma coisa, onde, o que os vereadores querem, pelo que fica claro, é somente usar o fato para supostamente desgastar a gestão. 

Assembleia Legislativa empossa novo Procurador Geral

Foto: Eduardo Maia
A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte empossou o novo procurador geral da Casa, o advogado e servidor do Poder Legislativo Washington Alves de Fontes. O termo de posse foi assinado na manhã desta segunda-feira (31).

Washington Alves de Fontes é advogado, casado, tem 54 anos e é mestre pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e pela Universidade do País Vasco, na Espanha. Na Assembleia Legislativa exerceu funções de consultor de Orçamento e Fiscalização Financeira, Assessor Técnico Legislativo, Auxiliar de Plenário e Assistente Parlamentar.   
Assembleia Legislativa do RN

BOCA ESQUENTANDO: Encurralado por Sérgio Moro, operador do PMDB deve entregar Renan, Cunha e Henrique

O senhor tinha contas bancárias na Suíça? — quis saber o juiz. O réu se resguardou, exercendo o direito de não responder.

— Vou lhe mostrar um documento dessas contas que é um cartão de assinatura… Eu peço para o senhor dar uma olhadinha. É um documento datado de 23 de setembro de 2005…

Fernando Antonio Falcão Soares, alagoano de nascimento, Baiano para os amigos, acabara de completar 48 anos de idade, dos quais oito meses numa cela do Complexo Médico de Pinhais (PR), onde só vê a luz do dia pelo retângulo de barras de ferro incrustadas a dois metros do chão. Balbuciou um “Ok” enquanto recebia o documento bancário.

— Essa assinatura do lado do nome Fernando Antonio Falcão Soares é do senhor?
Absteve-se de explicar.
— Consta um débito nessa conta para uma outra, chamada Pentagram Energy Corporation.
O senhor sabe quem que é o titular dessa conta Pentagram?

O simbolismo geométrico do pentagrama numa conta bancária suíça sob suspeita pode sugerir a dissimulação de cinco nomes, cinco sílabas ou apenas cinco letras de um nome. Sem resposta, seguiu-se outra relação de empresas, cujas denominações em inglês (Falcon, Hawk etc.) remetem à lembrança da ave de cabeça pequena, bico forte, curvo, e garras vigorosas.

O juiz não resistiu:
— O senhor tem alguma predileção por nomes de aves de rapina?

Falcão (ou Baiano) esboçou raro sorriso, e repetiu:
— Permaneço em silêncio.

Semana passada, dez dias depois desse interrogatório, ele recebeu uma sentença de 16 anos e quatro meses de prisão — similar à aplicada pelo Supremo Tribunal Federal à empresária Katia Rabello, acionista do Banco Rural, por lavagem de dinheiro no caso do mensalão.

“A prova aqui é documental, clara como a luz do dia”, escreveu o juiz Sérgio Moro, indicando a extensa documentação recebida da Justiça suíça sobre as transações de Fernando Baiano, reconhecido como operador financeiro de líderes do PMDB em negócios na Petrobras.

Baiano teve a pena agravada num dos processos porque até o último dia 17 não havia revelado o destino de metade do dinheiro embolsado como “consultor” num negócio de US$ 1,2 bilhão da Petrobras com os grupos Samsung Heavy Industries (Coreia do Sul) e Mitsui (Japão), para compra de dois navios-sonda. “A única consultoria efetivamente prestada foi a de negociar e pagar propina”, registrou Moro, indicando provas de que o custo da corrupção estava embutido no valor dos contratos.

O Ministério Público Federal segue o rastro deixado por Baiano nas praças financeiras de Estados Unidos, Grã-Bretanha, Espanha, França, Japão, China e Uruguai. Apenas pela operação de venda dos navios-sonda à Petrobras, Baiano recebeu cerca de US$ 30 milhões, que repassou para contas de diferentes empresas situadas em paraísos fiscais.

DINHEIRO LOCALIZADO NA SUÍÇA
Dividiu o dinheiro com o ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Cerveró e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo a denúncia já formulada pelo Ministério Público. Já foram localizados pouco mais de US$ 14 milhões, com auxílio das promotorias da Suíça e da França.

Estão em investigação no exterior outras contas usadas na lavagem da propina paga diretamente por Júlio Camargo, agente do estaleiro coreano Samsung, que construiu os navios para a Petrobras. Os documentos ainda não foram apresentados ao MP brasileiro.

Parte do dinheiro foi lavada em Nova York. Deverá resultar em processo criminal nos EUA. Júlio Camargo sacou US$ 3 milhões de uma conta que mantinha no banco Merrill Lynch. Camargo estava numa “emergência”, confessou em juízo, para pagar subornos a Baiano e a Eduardo Cunha, que, nesse caso, eram parceiros do diretor da área Internacional da Petrobras.

Havia uma pendência de US$ 15 milhões. Baiano insistia na cobrança, enquanto o deputado Cunha pressionava na Câmara, induzindo órgãos públicos a investigar supostas irregularidades nas empresas que Camargo representava.

Em setembro de 2011, reuniram-se num escritório do Leblon: “Ele (Cunha), extremamente amistoso, dizia que ele não tinha nada pessoal contra mim, mas que havia um débito meu, e que isso estava atrapalhando”, contou Camargo, no tribunal.

DELAÇÃO: NEGOCIAÇÕES AVANÇAM
O acúmulo de evidências acabou estimulando Fernando Baiano a avaliar o futuro no presídio de Pinhais, no Paraná, já que ele está vinculado a outros processos por corrupção na Petrobras, um deles no Supremo Tribunal Federal. Na segunda quinzena de julho, Baiano começou a negociar um acordo de colaboração com os procuradores da Operação Lava-Jato.

Mostra-se disposto a contar a história de um alagoano que, durante a década passada, trocou a parceria com operadores cariocas, como Jorge Luz, pela exclusividade no agenciamento de interesses obscuros de líderes do PMDB. As conversas entre Baiano, advogados e procuradores federais avançam, assim como as do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Uma das condições apresentadas pelos advogados era uma significativa redução das penas. Acabou registrada por escrito pelo juiz na sentença da semana passada. Moro se referiu às gestões para o acordo: “Tem este juízo notícia de que Nestor Cerveró e Fernando Soares estariam negociando um acordo de colaboração com o Ministério Público Federal”.

Na sequência, disse ainda: “Esclareço que a presente sentença condenatória não impede essas negociações e a concessão de eventuais benefícios legais aos condenados, caso de fato se ultime algum acordo de colaboração (…). As normas legais são flexíveis o suficiente para permitir benefícios até amplos mesmo após uma condenação criminal.”

A lei da delação premiada abre a possibilidade até de perdão judicial, ainda que esse tipo de benefício não esteja previsto no acordo com o MPF. Na sentença, Moro fez questão de explicitar a garantia de que Baiano, como Cerveró, sequer precisaria se submeter a acareações com quem vier a denunciar.

Do Visor – Na semana passada, o jornal Folha de S. Paulo trouxe detalhes de provável termo de acordo de delação premiada entre Baiano e o MPF. Segundo o jornal, ele citou os nomes dos peemedebistas Renan Calheiros (AL), presidente do Senado, do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (RN), do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ) e do senador petista Delcídio do Amaral (MS).
Do Globo, mas li no Visor Político

Walter Alves participa de convenção em Brejinho

A convenção do PMDB de Brejinho aconteceu nesse domingo (30) e contou com a presença do deputado Walter Alves (PMDB-RN).

Ao chegar ao município o deputado foi recebido pelo ex-prefeito Joaozinho, líder do partido no município e oposição a atual prefeita. Na convenção, realizada na Câmara Municipal do município, participaram vários líderes locais, dentre eles, o atual vice-prefeito Marcelo, vereadores e o prefeito de Jundiá, Beto de Izaías. 

Walter, em discurso, ressaltou seu trabalho em prol dos municípios. "Nosso trabalho em Brasília visa, cada vez mais, dar condições aos gestores para administrar seus municípios. Recentemente, participamos da aprovação de regras para União criar despesas para os municípios com indicação de receita e vamos, nessa semana, votar a PEC do pacto federativo que deve redistribuir melhor as receitas para os entes federados", anunciou o deputado, que segue nessa segunda feira para Brasília.
Da Assessoria de Marketing

Médicos encontram barata e seus 25 filhotes dentro de ouvido de chinês

Foto: Reprodução
Médicos da provincial de Guangdong, na China, ficaram horrorizados com o que encontraram dentro do ouvido de um paciente. Ao examinar o jovem que alegava sentir dores na cabeça, eles descobriram não somente uma barata, mas também outros 25 filhotes do inseto dentro do canal auditivo do rapaz.

Identificado apenas como Li, o jovem de 19 anos acordou no meio da noite com o ouvido coçando e doendo. Ao chegar no hospital pela manhã, recebeu a nojenta notícia dos médicos. 

A equipe médica acredita que a barata tenha se alojado no ouvido dele antes de colocar seus ovos. Yang Jing, médico do Hospital Chang’an Xiaobian disse que a barata estava bloqueando completamente o canal do rapaz.

Após extrair o bicho de três polegadas, os médicos descobriram outras pequenas baratas que estavam dentro de casulos por quase três semanas. Segundo a equipe, se Li tivesse demorado mais, as baratas teriam destruído seu ouvido por completo.

Baratas são uns dos insetos mais resistentes do planeta, podendo ficar ativas por quase um mês sem qualquer tipo de alimento. Elas normalmente preferem ambientes escuros e quentes, como no caso, o canal auditivo do rapaz. 
Yahoo noticias

domingo, 30 de agosto de 2015

CIÊNCIAS E A SAÚDE: Dormir por meia hora ou mais durante o dia diminui o risco de ataque cardíaco em até 10%, de acordo com a pesquisa

Cerca de 400 pessoas participaram do estudo.
Foto: Getty imagens.
Um estudo indica que sonecas na hora do almoço diminuem a pressão sanguínea e o risco de infarto ou AVC.

De acordo com o estudo, feito por pesquisadores gregos e apresentado durante congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, dormir por meia hora ou mais durante o dia diminui o risco de ataque cardíaco em até 10%. Cerca de 400 pessoas com pressão alta participaram da pesquisa.

"Atualmente é um luxo achar tempo para dormir no meio do dia, mas se uma pessoa tem tempo para isso e quer fazer isso, dormir por 30, 40 ou 50 minutos é provavelmente positivo", diz o autor principal do estudo, Manolis Kallistratos.

A pesquisa mostrou que as pessoas com pressão alta que tiravam sestas tinham pressão sanguínea 4% mais baixa quando acordadas e 6% mais baixa quando estavam dormindo, à noite, que a das pessoas que não tiravam sonecas.

Os pesquisadores pretendem fazer mais estudos sobre os efeitos de dormir durante o dia.
Com informações da BBC Brasil

MUNDO: Moeda de ouro de US$ 10 pode superar US$ 1 milhão em leilão

Foto: Stack’s Bowers Galleries/AP
Uma moeda que valia US$ 10 quando foi cunhada pode superar o valor de US$ 1 milhão durante leilão no dia 30 de setembro em Nova York (EUA).

A moeda de ouro "1795 Capped Bust Right Eagle" seria a única do tipo do século 18. A expectativa é que alcance entre US$ 750 mil e US$ 1,2 milhão durante leilão.

Portal G1

ASTRONOMIA: Fenômeno que acontece pela primeira vez no ano faz lua parecer maior

Clique para ampliar
Espetacular a primeira super lua do ano de ontem(29), a noite. Mas próxima da terra, vimos a lua maior que de costume.

sábado, 29 de agosto de 2015

Desorientado, vereador de oposição protesta por que as obras da praça matriz serão retomadas

Foto: Reprodução facebook
Um dos vereadores da oposição apodiense da mostra que realmente anda desorientado.

Ora, quem vem acompanhando a muito tempo, sabe da luta da gestão Flaviano/Zé Maria para concluir essa praça Getúlio Vargas (matriz). Mas pensem numa obra numa obra sem sorte. Acompanhe um pouco do histórico dela abaixo.

Histórico da obra da Praça Getúlio Vargas:
Essa gestão pegou essa praça paralisada como um punhado grande de outras que ficaram para trás de gestão anterior. A primeira batalha, ainda em 2013, foi destravar essa obra da praça matriz, foi quase um ano de peleja para destravar.

Depois de destravada, foi feito uma primeira licitação. Após vencer a licitação, a primeira empresa trabalhou alguns dias, construí um quiosque e depois desistiu da obra.

Todo um processo novo precisou ser feito novamente para que uma nova licitação pudesse ocorrer. Um tempo precisou ser guardado. Foi-se o ano de 2013 nessa brincadeira de fazer tudo dentro da legalidade. 

Em 2014, a prefeitura do Apodi, fez um segundo licitação. A empresa vencedora, fez alguns fricotes ai pelo meio, já que essa parte dos arredores da Matriz foi a prefeitura mesmo que fez e, depois também essa segunda empresa desistiu da obra sem fazer quase nada. Mais uma vez, novo processo precisou ser feito para que uma nova licitação fosse possível. E foi-se o ano de 2014.

Depois de transcorrido todo esse tempo, a prefeitura fez uma terceira licitação que foi vencida por uma empresa de Parnamirim em meados desse mês de Agosto já desde anos de 2015. Agora temos que rezar, que essa terceira empresa conclua a praça. A esperança existe, já que essa empresa que venceu a licitação, já entregou duas obras na atual gestão. Mas vamos torcer. Estamos desconfiados. Mais Deus é pai. Tomara que agora dê certo. Hoje (29), a gestão municipal anunciou a retomada.

Algumas questões ao edil
Agora pergunto ao vereador: Se a primeira empresa tivesse feito o serviço, essa obra já não teria sido terminada a tempos? E a segunda empresa, se também tivesse cumprido com sua responsabilidade, por acaso a obra já não estaria pronta? Não tem nada haver com ano eleitoral vereador como você sugere. Tem haver com empresas e responsabilidade das mesmas. 

Ora vereador, você era para estar parabenizando a persistência da gestão – analisando o passado administrativo desse município outras gestões teriam desistido logo – e, ao invés disso, fica falando brebote não seu face. Esse vereador faz um mandato vergonhoso, triste. Longe, longe, muitas léguas do real papel que um opositor deveria fazer. 

É lamentável que eu, você, nós contribuintes, sejamos obrigados por lei a pagar seu salário todo mês. Possivelmente o pior dentre os 13 que ai estão. E olhe que a coisa está feia nessa câmara. Com certeza, sério candidato a ser reprovado nas urnas no ano de 2016. Isso se resolver concorrer. 

Governador lança o projeto Vila Cidadã e o novo Programa do Leite em Mãe Luíza

Fotos: Ivanízio Ramos
Mãe Luíza foi o primeiro bairro a receber, hoje (29) o projeto Vila Cidadã do Governo do Estado, uma ação integrada entre diversas secretarias, coordenada pela Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas).

O evento, que ocorreu no Centro Social de Mãe Luíza, também teve o lançamento do Programa do Leite Potiguar (PLP) que, através Decreto Governamental 25.447, passou por mudanças e, uma delas, é aumentar a participação de agricultores familiares.

"Esse sábado é um presente para mim porque estamos em Mãe Luíza realizando a primeira ação do Projeto Vila Cidadã, de muitas outras que ocorrerão a partir de agora, em um sábado de cada mês nos bairros de Natal e, brevemente, vamos levar também para o interior”, disse à população, o governador Robinson Faria, durante o lançamento, que contou com a participação maciça dos moradores.

O Vila Cidadã oferece diversos serviços à população tais como confecção de carteira de trabalho, documento de identidade, CPF, carteira de condutores de veículos, além de orientação jurídica e médica, os quais acontecem espalhados em estandes. Durante todo o sábado, até final da tarde, a população usufruiu desses serviços, 300 famílias em situação de carência receberam leite e cestas com frutas e legumes, dentro do projeto Cesta Solidária da Ceasa.

Após o lançamento oficial que contou com a presença de diversos secretários de Estado, o governador Robinson Faria, juntamente com a titular da Sethas e primeira dama, Julianne Faria, visitou todos os estandes e observou de perto os serviços oferecidos. “Esse trabalho é uma prova da integração do nosso Governo e também do empenho dos servidores públicos que vieram para cá, voluntariamente, oferecer esses serviços. E eu destacaria não o trabalho da primeira dama, mas o trabalho da secretária da Sethas, Julianne Faria, que se empenhou com sua equipe, se reuniu muitas vezes com as equipes de outras secretarias para que esse projeto acontecesse”, reconheceu o governador.

“O projeto surgiu da necessidade de levar à população serviços essenciais do Estado como a feitura de documentos e cadastramento em programas sociais e de emprego”, explicou Julianne Faria. A população de Mãe Luíza teve acesso aos serviços da Central do Cidadão, Sine, Ceasa, Caern, Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Detran, dentre outras.

Programa do Leite Potiguar (PLP)
Com o novo decreto, o PLP terá gestão compartilhada entre Sethas e Emater. A primeira será responsável pelo recadastramento, cadastramento e monitoramento dos beneficiados com esse importante Programa do Governo do Estado, com foco sobretudo em pessoas em extrema carência. Já a Emater será responsável pelos recursos e pagamentos dos produtores. Uma outra determinação do governador, a partir desse Decreto, é que o PLP passe a ter pelo menos 50% dos seus produtores de leite e laticínios originados da agricultura familiar. Decisão que permitirá que se passe de 197 para cerca de 2 mil produtores de leite que receberão os recursos.

Vários secretários de Estado prestigiaram o evento tais como Kalina Leite, da Sesed; Mairton França, da Semarh; Haroldo Abuana, da Sape; George Câmara, Secretaria de Esporte e Lazer; César Oliveira, da Emater; Marcelo Toscano, Caern; os diretores do Detran e Ceasa, respectivamente, Júlio César Câmara e Teodorico Neto e o diretor da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), Sueldo Florêncio de Medeiros Costa, além de lideranças políticas como o deputado Fernando Mineiro e vereadores como Fernando Lucena e Eleika Bezerra.
Assecom-RN

Mais uma edição do Jornal Potiguar notícias já está nas bancas

Já está circulando nas melhores bancas do estado a edição n° 596 do jornal Potiguar Notícias (fac-símile da capa em anexo), trazendo manchetes de política, economia e cultura.

Confira os principais destaques:
Há uma sensação coletiva de pânico e medo, muito em virtude dos índices mais que alarmantes de criminalidade e episódios recentes de violência.

Abertura do evento aconteceu nesta sexta. Evento vai até o dia 7 de setembro.

Alguns comerciantes gostariam de abrir a noite, mas temem a violência, os que insistem notam a redução do público devido a insegurança.

Especula-se que sua ausência tem motivação política, visto que Robinson não o apoiará na eleição do ano que vem.

#JOSÉ PINTO JÚNIOR#
Dificilmente, o município de Parnamirim, que é o terceiro colégio eleitoral do Rio Grande do Norte, ficará de fora da estratégia.
#CEFAS CARVALHO#
Comportamento diferenciado em relação a quem comete crimes é marcante entre os brasileiros.

CLIQUE AQUI e acesse o portal de notícias do Rio Grande do Norte.
REDAÇÃO DO POTIGUAR NOTÍCIAS

Centro Regional de Educação Especial Geovânia Andrade de Morais realizou a VIII marcha da Inclusão

Durante a tarde de ontem (28), Centro Regional de Educação Especial Geovânia Andrade de Morais do Apodi, jurisdicionado a 13ª DIRED, realizou grande manifestação pelas ruas do Apodi.
A VIII marca da inclusão, que esse ano de 2015 teve como tema: “Todos juntos por uma educação inclusiva”, quis chamar a atenção da sociedade apodiense para a necessidade de incluir como uma forma de garantir os direitos dos cidadãos.
O evento terminou na casa de cultura popular do Apodi, onde aconteceu uma palestra com Josiran, representante da secretaria de educação do estado. Presença ainda do secretário de educação do município Caubi Torres, da diretoria da 13º DIRED Mara Duarte, Francisca Fernandes, diretora do Centro Regional de Educação Especial e grande representação da sociedade apodiense.

Prefeitura do Apodi anuncia a retomada da praça Getúlio Vargas essa semana

O prefeito Flaviano, anunciou hoje (29), em programa de rádio da PMA, a retomada das obras da Praça Getúlio Vargas para essa semana que entra (31/08 a 04/07).

“Pensem numa urucubaca medonha que tem acontecido com essa obra da Praça Getúlio Vargas”. Essa é a terceira vez que essa Praça está sendo reiniciada nessa gestão. Anteriormente, as duas empresas vencedoras da licitação, simplesmente desistiram de fazer o serviço e todo um processo deve que reiniciar de novo.  Coincidentemente, essas duas empresas vencedoras que desistiram tem relações com apodienses, que são sócios gerente das mesmas.

Dessa vez, a empresa vencedora não tem parte com apodienses. Salvo engano é da cidade de Parnamirim e, já entregou duas obras na atual gestão. Bom, por não ter parte com apodienses, – Afinal, as experiências anteriores, com empresas locais, não foram satisfatórias, via de regra elas são bem familiarizadas a grupos políticos locais – e, já ter entregue duas obras na atualidade administrativa desse município, as nossas esperanças se renovam.

Será que agora vai? Bom, de qualquer forma é melhor esperar para ver. Vamos ficar na espreita, vamos observar, vamos espiar, vamos espiar e ver o que acontece. 

SAÚDE: Mais de 4 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra poliomielite

Foto: Reprodução.
Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 4 milhões de crianças ainda não receberam a vacina contra a poliomielite. A campanha de imunização, que termina na próxima segunda-feira (31), pretende alcançar 12 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos, o que representa 95% do grupo dessa faixa etária.

O levantamento divulgado foi feito até a última quinta-feira, quando 7,8 milhões de crianças tinham sido imunizadas. Os dados também mostram que os estados com maior cobertura vacinal são Santa Catarina, São Paulo, Paraíba e Paraná, todos com índice acima de 70%. Segundo o Ministério da Saúde, o Distrito Federal está com a menor cobertura (36%), seguido dos estados de Roraima (43,9%), Rondônia (44,7%) e Pará (44,8%).

O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única forma de prevenção contra a paralisia infantil. Embora o Brasil não tenha casos da doença há 26 anos, a Organização Mundial da Saúde recomenda a imunização, já que nove países registraram casos da doença nos últimos dois anos. 
No minuto.com